sexta-feira, 2 de novembro de 2012

A Importância do Azeite CONTRA A OSTEOPOROSE - ( ÓLEO DE OLIVA )

Guarde bem este nome: oleuropeína. A substância, encontrada no azeite de oliva extravirgem, é a nova arma da nutrição para evitar e combater a osteoporose, doença que acelera a perda de massa óssea.

O cálcio que se cuide, porque seu posto solitário de melhor companheiro do esqueleto anda ameaçado. Calma, o mineral não vai perder seu lugar de destaque como protetor dos ossos — muito longe disso. A questão é que a ciência descobre fortes concorrentes para dividir com ele essa prestigiada posição. É o caso da oleuropeína, presente no azeite de oliva. Um estudo da Universidade de Córdoba, na Espanha, revela que esse tipo de polifenol aumenta a quantidade de osteoblastos, células que fabricam osso novinho em folha. Consumi-la , portanto, traria imensas vantagens para manter o arcabouço do corpo em pé ao longo da vida.

“O tecido ósseo é dinâmico, destruído e construído constantemente”, explica o geriatra Rodrigo Buksman, do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia, em Brasília. Os osteoblastos ajudam justamente a realizar a reconstrução. É como se fossem a massa corrida colocada na parede para tapar os furos que aparecem com o tempo. Sem essas células, os buracos ficam maiores, os ossos se enfraquecem e cresce o risco de fraturas. O envelhecimento e a menopausa provocam uma queda na concentração de osteoblastos no organismo. Daí a importância da reposição desses construtores, que recebem um belo reforço com a inclusão do azeite de oliva extravirgem no dia a dia, a melhor fonte de oleuropeína. “Aos 30 anos nosso corpo atinge a quantidade máxima de massa óssea e, a partir daí, começa a perdê-la”, nota o ortopedista Gerson Bauer, do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, em São Paulo.

Porisso é que se diz que a prevenção da osteoporose se inicia muito antes da maturidade.

“Essa doença se caracteriza pela diminuição progressiva da densidade óssea, o que torna os ossos mais frágeis e propensos às fraturas”, arremata a nutricionista Clarisse Zanette, mestre em ciências médicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Com o azeite, no mínimo, esse processo destrutivo demora mais tempo para ocorrer.
E, se alguém quiser substituir sua fonte de oleuropeína de vez em quando, saiba que existe mais uma opção.
“A substância também é fornecida pela azeitona, de onde o óleo é extraído”, diz Clarisse.

Não são apenas os ossos que se deliciam quando saboreamos um prato regado a azeite. O coração também se beneficia, porque suas veias e artérias ficam livres de entraves. “A gordura monoinsaturada, principal constituinte do óleo, interfere nos receptores do fígado que captam o colesterol circulante”, explica o cardiologista Daniel Magnoni, do Hospital do Coração, em São Paulo. “Assim, há uma redução nas taxas da sua versão ruim, bem como de sua quantidade total.” Já os compostos fenólicos do azeite diminuem a oxidação do colesterol, processo crucial para a formação das placas que obstruem as artérias e causam as doenças cardiovasculares.

“Esse poder se deve à sua intensa atividade antioxidante”, justifica a cardiologista Paula Spirito, do Hospital Copa D’Or, no Rio de Janeiro. “Esses compostos impedem que os radicais livres — moléculas que provocam danos às células — oxidem o colesterol e contribuam com o aparecimento de placas nos vasos.
” A circunferência abdominal é outra que agradece o consumo do azeite. É que o alimento ajuda a evitar a inflamação de uma área do cérebro chamada hipotálamo. A inflamação é provocada por dietas ricas em gorduras saturadas, presentes nas carnes e nos produtos de origem animal. Como o hipotálamo é o órgão responsável pelo controle da fome e do gasto energético, não é um exagero dizer que o óleo de oliva auxilia a manter a harmonia na massa cinzenta e, assim, a afastar os quilos a mais. Além disso, ele acelera a produção de um hormônio chamado GLP 1, que age no cérebro aumentando a
saciedade e reduzindo o apetite.

A oleuropeína — voltamos a falar dela — tem participação no pelotão antiinflamatório. “Esse polifenol tem propriedades antioxidantes significativas, inibe a agregação de plaquetas e reduz a formação de moléculas inflamatórias em todo o corpo”, afirma a nutricionista Mércia Mattos, da Faculdade de Medicina de Marília, no interior paulista. Tantas propriedades se refletiriam em um menor risco de uma porção de males, entre eles infartos e derrames. Por falar em proteção, vale destacar, ainda, que esse antioxidante também resguarda as mitocôndrias, estruturas dentro das células responsáveis pela obtenção de energia — dessa forma, fica mais difícil uma célula se aposentar antes da hora.

Quando regamos o prato com azeite extravirgem, porém, não ganhamos apenas boas doses de oleuropeína. O tempero é uma ótima fonte de vitamina E. “Esse nutriente retarda o envelhecimento das células, diminuindo o risco de tumores e doenças do coração”, aponta a nutricionista Soraia Abuchaim, do Conselho Regional de Nutricionistas do Rio Grande do Sul. O melhor é que, para desfrutar de tudo isso, bastam 2 colheres por dia. Mas tem que ser do tipo extravirgem, que concentra maiores teores da substância.

De preferência, use-o em saladas e ao finalizar pratos quentes —o azeite não gosta de calor e, se for lançado ao fogo, perde grande parte de suas qualidades.

E só o sabor, nesse caso, não basta, certo?
Dra. Maria Dora Ruiz Temoche

MESTRE-CUCA ITALIANO DE UMA CANTINA DE SÃO PAULO DEU ESTA DICA.
EM UM VIDRO DE AZEITE EXTRA-VIRGEM, COLOCAR DUAS AZEITONAS VERDES, DUAS PRETAS, DOIS DENTES DE ALHO INTEIROS SEM CASCA E UM RAMINHO DE MANJERICÃO.
FICA UMA DELÍCIA ATÉ PARA COLOCAR NO PRATO E PASSAR PEDACINHOS DE PÃO NELE PARA COMER.

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Fonte da Juventude: ela pode estar no seu prato




Longevidade - Quem de nós não gostaria de ouvir: "Você tem 60 anos? Eu não acredito! Pois bem, a indústria da beleza, aliada à alta tecnologia, tem conseguido verdadeiros feitos na área da estética. Mas, pense bem: se você pudesse cuidar, não só da parte de fora, mas, também, do interior, não o faria?
Pesquisas recentes apontam os causadores do envelhecimento precoce, bem como os aliados na luta contra eles. Vamos conhecê-los.
Radicais Livres - Livre-se deles!
Nós ouvimos muito falar sobre quão prejudiciais são os Radicais Livres. Mas, talvez, não entendamos bem como são formados e sua participação no processo de envelhecimento.
Imagine o funcionamento de um carro. O motor funciona a combustão, processo que se dá pela queima de combustível. Esse processo gera refugo, o Dióxido de Carbono, que não se é aproveitado depois que o combustível é consumido. Todos nós sabemos que esse gás faz mal à saúde e ao meio ambiente. Podemos comparar o nosso corpo ao automóvel; nosso combustível é o oxigênio. O refugo, ou que sobra da utilização do oxigênio, são os Radicais Livres. Eles reagem com outras moléculas do nosso corpo, causando doença e provocando o envelhecimento, ou oxidação, das células.
Assim como o carro precisa de um catalisador para amenizar os efeitos do Dióxido de carbono, nosso corpo precisa de aliados que reduzam a produção e a atuação dos Radicais livres. Esses aliados são os Antioxidantes.
Coma bem e fique jovem
Pessoas com a mesma idade, não raro, têm a aparência bem diferente no que diz respeito à jovialidade. Genética? Sim, tem influência. Mas nada é mais efetivo do que a alimentação na busca de uma aparência jovial. Os antioxidantes estão presentes em muitos alimentos. Mas, infelizmente, estes alimentos têm sido substituídos por comidas ricas em sódio, gordura e conservantes. O que você pode fazer para reverter essa situação e colocar a "Fonte da Juventude" no seu prato?
O questionário abaixo vai te ajudar:
O que encontramos em frutas e hortaliças vermelhas e de cor laranja como as cenouras e a abóbora, e os vegetais verde escuros como o espinafre, a couve, o agrião e o brócolis, batata doce, melão, manga e pimentões amarelos e vermelhos?
  • Respota: Beta caroteno. É convertido em Vitamina A. Tem propriedades antioxidantes. Segundo alguns estudos, a Vitamina A tem papel importante na prevenção de doenças cardíacas, pois pode diminuir a oxidação do colesterol ruim, o LDL.
Como os grãos integrais, cereais, leite, ovos, fígado, carnes, aves, peixes e verduras podem nos auxiliar?
  • Resposta: Possuem vitaminas do complexo B, reponsáveis pela saúde da pele.
O que encontro na laranja, limão, tangerina, acerola, kiwi, caju, pimentões e batatas?
  • Resposta: Vitamina C. Poderoso antioxidante e anticatbólico. É reposnsável pela produção de colágeno, molécula ligada à elasticidade da pele.
Qual o papel da castanha do Pará, carnes, leguminosas, peixes, frutos do mar e laticínios?
  • Resposta: Selênio. Mineral que trabalha com a vitamina E contra o envelhecimento.
Porque consumir cereais integrais, grãos, nozes, óleos vegetais, germe de trigo e abacates?
  • Resposta: Possuem vitamina E. Serve como antioxidantes para os glóbulos vermelhos e brancos.
O que encontro nas ostras, mariscos, carnes magras, frutas secas, pães e outros cereais integrais?
  • Resposta: Zinco. Auxilia na cicatrização da pele e o no processo de cura e prevenção da acne.
Então, quer chegar aos 60 com cara de 40?
Não é só uma coisa, mas um conjunto de coisas que torna isso possível. Não tenha pressa. Começe com o que dá prazer - comer. Mas faça isso de uma maneira que torne possível viver mais e melhor.
Fonte:clubedofitness.com.br 31/10/2012

Praticar mais atividade física aumenta a felicidade




Praticar mais atividade física do que o costume pode influenciar de forma positiva o quão satisfeita  uma pessoa se sente com sua vida. Essa conclusão, que faz parte de uma pesquisa da Universidade de Penn State, nos Estados Unidos, reforça a ideia de que exercitar-se é um hábito cujos benefícios excedem a saúde física, e é fundamental também para o bem-estar psicológico. O estudo foi publicado nesta semana na revista médica Health Psychology.
Participaram da pesquisa 253 pessoas de 18 a 25 anos. Segundo os autores, os indivíduos dessa faixa-etária são aqueles cujos relatos sobre satisfação com fatores como trabalho, família  e vida social são os mais instáveis. "Nessa idade há uma série de mudanças ocorrendo, pois essas pessoas estão saindo de casa, mudando de trabalho ou cursando uma universidade. Então, a satisfação com a vida pode despencar de uma hora para a outra", diz Jaclyn Maher, que coordenou o estudo.
Os participantes da pesquisa foram orientados a escrever, durante 14 dias, um diário no qual relatavam como se sentiam em relação a vários aspectos da vida (profissional, pessoal, autoestima e etc) e também informavam sobre a quantidade de atividade física que praticavam a cada dia. Além disso, quando o estudo começou, a equipe traçou as características da personalidade de cada um.
Os resultados mostraram que a quantidade de atividade física com a qual uma pessoa se compromete a fazer em um determinado dia influencia diretamente no quão satisfeita ela se sente com a vida naquele momento. Ou seja, quanto mais alguém se exercita, mais feliz relata se sentir. Além disso, o estudo descobriu que aqueles que já costumam praticar exercícios frequentemente, quando aumentam a quantidade de atividade em um dia, também relatam maior contentamento.
 Fonte:Veja 31/10/2012

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Temperatura da água e atividade física



Escrito por Bona

Aqui está outro tema muito controverso em natação, ou em qualquer esporte ou atividade física aquática. De um lado atletas, alunos e praticantes gostam e pedem a água sempre mais quentinha. De outro lado, profissionais e empresários deixando a temperatura sempre um pouco mais baixa, seja por razões fisiológicas, seja por razões econômicas. No meio disso, médicos e fisiologistas tentando fundamentar esta ou aquela posição
.
Algumas das turmas mais problemáticas com que convivi como Gerente Operacional eram as das senhorinhas da hidroginástica. Estas adoráveis tiranas (várias delas minhas amigas e algumas até fãs) brigavam bastante comigo, pedindo água de 32º C a toda hora. Por conta disso, mantive vários contatos com médicos meus colegas aqui na EEFEUSP e todos eram unânimes em me dizer para resistir ao assédio delas, pois há pelo menos dois problemas muito comuns que podem ser potencializados pela água muito quente: a pressão baixa, que pode levar a tonturas e até desmaios na hora de sair da água, e as varizes, cujas dilatações podem se agravar.

Bem, não tenho uma palavra pretensiosamente definitiva sobre o assunto. Mas ao longo dos anos pude desenvolver uma classificação que tenta conciliar todos estes aspectos de forma bastante prática e exeqüível, seja em academias (onde militei muitos anos) seja nos clubes e mesmo em águas abertas. Reitero que a concordância com esta classificação não elimina conflitos, principalmente se a academia ou clube dispuser de apenas uma piscina de uso comercial para acolher todos os clientes e tipos de trabalho, mas ajuda a organizar um pouco as coisas. Se houver mais de uma piscina disponível, o ideal é que a maior fique com a temperatura mais baixa e receba o trabalho mais intenso, enquanto que a(s) menor(es) fique(m) com as temperaturas mais altas e acolha(m) os idosos e bebês.

Gostaria, portanto, de compartilhar estas idéias com aqueles que estão chegando ou que estão a pouco tempo no mundo das piscinas.

Distingo claramente cinco faixas de temperatura de água em relação às atividades físicas. Nestas faixas, a utilização dos limites inferiores ou superiores vai depender sobretudo da temperatura ambiente, ou seja, no dia mais quente use o limite inferior, e no dia mais frio, fique com o limite superior.

1ª. Faixa - até 15,5oC (que denomino faixa URSO POLAR): nestas temperaturas são possíveis apenas aquelas atividades físicas mais que radiais, extremas (travessias de lagos no Canadá, mergulhos no gelo para documentários, etc.), e sempre com o uso de roupas isolantes de borracha (neoprene) tipo Longjohn: pernas e mangas longas e espessura 5/3 (5 mm no peito e 3 mm nas mangas). Mesmo assim, os riscos de hipotermias são bastante altos e recomenda-se monitoramento médico severo. Com temperatura abaixo de 15º C, o uso da roupa de borracha é obrigatório em todas as categorias no Troféu Brasil de Triathlon (Cap. II, item 7)
.
2ª. Faixa – de 16oC a 24oC (chamo de faixa RADICAL): nesta faixa a FINA já permite oficialmente provas ditas de Águas Abertas (Regra OWS 5.5) e esportes radicais como o surf, windsurk, katesurk, bodybording e mergulho são plenamente possíveis, desde que praticados com as roupas de borracha adequadas. A orientação é a seguinte: shortjohn de mangas e bainhas curtas, com espessura de 2 mm de neoprene é apropriado para águas mais quentes, como 20°C. Springsuit: espessura de 3/2 mm de neoprene (o primeiro número é a espessura do peito, e o segundo das mangas) e é apropriado para águas com temperaturas entre 18-23°C, podendo ter mangas e bainhas curtas ou longas. Longjohn (mangas e bainhas longas) se a temperatura da água é de 18°C ou menos, com espessuras de 4/3 e 5/3.
No regulamento do Troféu Brasil de Triathlon, o uso de roupa de borracha para atletas amadores e elite amador a partir de 25 anos é liberado, independente da temperatura da água. Para os atletas profissionais e elite amador de 15 a 24 anos só é liberado o uso de roupa de borracha quando a temperatura da água estiver 21ºC ou abaixo. (Cap. II, itens 5 e 6).

3ª. Faixa – de 25oC a 28oC (faixa ATLETA): esta é a banda de variação que, segundo a regra FR 2.11 da FINA, as piscinas oficiais devem apresentar em suas águas. Nestas condições são possíveis competições oficiais e extra-oficiais de Natação, Saltos Ornamentais, Pólo Aquático e nado Sincronizado, assim como treinamentos avançados destes desportos aquáticos. Aulas somente para alunos adolescentes ou adultos jovens, e mesmo assim em turmas de aprendizado avançado ou aperfeiçoamento. A Hidroginástica também somente é recomendável para turmas mais jovens e avançadas, cujos instrutores consigam imprimir um ritmo mais forte de aula. Deficientes, só se for para atletas competitivos grávidas só se for o caso de ex-atletas e, mesmo assim, preferencialmente nos dias mais quentes
.
4ª. Faixa – de 29ºC a 30ºC (faixa ALUNO): é a faixa de ouro de toda academia ou curso de Natação em geral. Nesta faixa se encaixarão 95% de todas as atividades aquáticas de uma piscina comercial, ou seja, todo o aprendizado da Natação em todos os níveis e idades acima de 2 anos, toda a hidroginástica, incluindo as grávidas (elas vão reclamar, mas o jeito é agüentar), atividades alternativas como cursos de surf e mergulho, e mesmo outras mais ocasionais como hidro axé, hidro circuito, etc. Mesmo se a academia desenvolver turmas especiais para deficientes físicos, eles poderão usufruir bem destas temperaturas desde que mantenham preservada boa mobilidade corporal para as aulas
.
5ª. Faixa – de 31ºC a 32ºC (faixa BEBÊ): também conhecida carinhosamente como sopa de aluno, esta faixa de temperaturas mais altas ficam reservadas para: bebês de até 2 anos (também conhecidos como Bebês I), hidroterapia, quando houver e para os deficientes físicos mais comprometidos em termos de movimentação espontânea. Lembro que, nestas condições térmicas, o tratamento químico deve ser bastante rigoroso, com aferições três vezes ao dia de cloro e pH e acompanhamento de profissional devidamente habilitado.

De qualquer forma, para a efetiva redução dos conflitos e de reivindicações descabidas, recomendo sempre um trabalho constante de informação e conscientização dos alunos, além do uso de um termômetro deixado permanentemente amarrado à escadinha e mergulhado na água da piscina.

Mesmo assim, lembro-me bem que numa das academias onde trabalhei muitos anos, os alunos, por nunca acreditarem na temperatura mostrada, me diziam que o termômetro havia sido comprado na Casa das Mágicas. Fazer o quê?

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Alimentos anti-inflamatórios para o alívio da dor




Febres, dores, inchaços, mal-estar. Todos esses sintomas desagradáveis podem ser consequências diretas de um processo de inflamação, ou seja, uma resposta do organismo que ocorre tanto para cicatrizar um ferimento, como para proteger contra uma infecção. O processo inflamatório serve como barreira para evitar que os micro-organismos penetrem nas mucosas e feridas, de tal forma a comprometer a saúde.

No entanto, a situação começa a mudar de figura quando o processo inflamatório, ao invés de funcionar como uma resposta a um agente externo mal-intencionado, começa a se instalar no organismo de forma crônica. E muitas vezes, o gatilho para esse processo é acionado pelos alimentos que consumimos no dia a dia, já que determinadas substâncias neles contidas, como as gorduras saturadas, gorduras trans, açúcares refinados, etc., podem ser extremamente irritantes ao organismo. Nesse caso, o corpo dará o sinal ao sistema imunológico de que é preciso atuar contra elas, eliminando-as.

Na inflamação crônica, há a ativação por longo prazo do sistema de defesa, promovendo alterações hormonais na mobilização das gorduras e estresse oxidativo, processo relacionado ao envelhecimento precoce, entre outros danos. Essa inflamação tem sido apontada como fator preponderante para o desenvolvimento de diversas doenças, como Alzheimer, diabetes, doenças cardiovasculares, artrite, câncer e até mesmo a obesidade.

A boa notícia é que alguns alimentos podem modular a resposta inflamatória, prevenindo e inibindo este processo, fortalecendo o sistema imunológico e o equilíbrio de todas as funções básicas do organismo. Veja quais são eles:

 - Algas marinhas wakame, kombu, hiziki: contém polissacarídeos carboidratos complexos que ajudam a varrer os radicais livres do organismo - importantes na mediação do processo inflamatório e na patologia de diversas doenças.

 - Óleo de abacate: possui inúmeros compostos que trabalham em conjunto no combate à inflamação. Isto inclui os carotenóides, fitosteróis, ácidos graxos ômega-3 e ômega-9 e a vitamina E.

 Dica da Nutricionista: o óleo de abacate é mais estável a altas temperaturas do que outros óleos vegetais. Sendo assim, pode ser utilizado em preparações quentes, como refogados, sem alterar sua estrutura química.

- Chia, linhaça, óleo de peixe: ricos em ômega-3, ácido graxo que diminui significativamente a produção e efetividade de prostaglandinas substâncias naturais similares a hormônios, que podem acentuar a inflamação.

- Oleaginosas nozes, amêndoas, castanhas: são ricas em arginina, que aumenta a produção de oxido nítrico e estimula a dilatação dos vasos, melhorando a circulação. Fontes de gorduras mono e poli-insaturadas, que atuam na redução do colesterol, triglicerídeos e da pressão arterial. E, ainda, contém boas doses de magnésio, mineral com elevado potencial anti-inflamatório.

- Cúrcuma: fonte de curcumina, um antioxidante importante na modulação da inflamação. Além disso, aumenta a produção de adiponectina - hormônio relacionado à oxidação das gorduras.

Dica da Nutricionista: adicionar a cúrcuma no final das preparações, para que sejam preservados os seus benefícios! Arroz integral, molho de tomate e legumes ao vapor combinam bem com este condimento!

 - Açaí, cranberry, goji berries, uva escura: são ricas em flavonóides como as antocianinas, que neutralizam a ação dos radicais livres, moléculas responsáveis por danos ao nosso organismo. Pesquisas têm mostrado que as antocianinas inibem a enzima ciclooxigenase impedindo a síntese de prostaglandinas de modo mais eficiente do que alguns medicamentos anti-inflamatórios. Melhor ainda: sem os efeitos colaterais indesejáveis!

- Azeite de Oliva Extravirgem: um estudo recente identificou no azeite, um agente natural anti-inflamatório, batizado pelos pesquisadores de oleocanthal, que atua inibindo a atividade da enzima ciclooxigenase, sendo um potente anti-inflamatório. Também é fonte de compostos fenólicos, que além da função anti-inflamatória, possuem atividade antioxidante.
Dica da Nutricionista: substitua a manteiga convencional pela manteiga de azeite com ervas. Basta colocar azeite extra-virgem com as ervas de sua preferência em uma vasilha e levá-la à geladeira, até solidificar.

Boas opções de ervas são: manjericão, alecrim e orégano. Variá-las a cada preparação deixa a manteiga com um sabor diferente e delicioso!

 - Gengibre: possui em sua composição o gingerol, substância com elevado poder analgésico, antipirético e bactericida. E, ainda, contém selênio - mineral com excelente ação anti-inflamatória.

 - Alho: fonte de aliina e alicina, substâncias de potente ação antioxidante, que estimulam a resposta imunológica e atuam no combate a infecções e inflamações.


Dica da Nutricionista: para aproveitar as suas propriedades benéficas deve-se picar e macerar o alho e esperar por cerca de 10 minutos para a sua utilização tempo necessário para as enzimas presentes no próprio vegetal agirem. Consumi-lo preferencialmente cru, ou no final das preparações.

 Vale destacar que neste contexto, alguns estudos vêm demonstrando bons resultados na adoção de uma dieta sem glúten. Isso porque há uma ativação do sistema imunológico, quando o corpo não digere bem essa proteína. Nessas condições, ela acaba sendo identificada como um corpo estranho pelo organismo. Porém, nos dias atuais, a oferta de produtos sem glúten é grande. É possível encontrar pães, biscoitos, torradas, bolos, macarrão, massa de pizza, barras de cereais, farinhas, entre outros, que podem substituir as versões tradicionais, com glúten, sem prejuízos à dieta e à saúde!

http://www.areadetreino.com.br/

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

É possível aprender a Nadar depois dos 40?


Após os 40 aumentam as dificuldades de um indivíduo desenvolver atividades físicas. Isso devido ao declino natural da capacidade aeróbica, da força e da flexibilidade. Além das dificuldades ligadas à parte física, encontram-se às psicológicas como o medo e as inseguranças. Justamente por essas barreiras psicológicas, a natação, considerada uma das atividades físicas mais completas, é uma das mais complicadas de se aprender a partir dessa faixa etária. O que não deve ser impedimento para não tentar.

Os benefícios que a natação podem proporcionar as pessoas com mais de 40 são inúmeros. Além de combater o stress, muito comum nesta faixa de idade, em se que lida com muitas responsabilidades no trabalho e na família; a natação ajuda a combater hipertensão arterial, obesidade, diabetes, arteriosclerose, osteoporose, redução das funções cardiovascular, pulmonar e renal e lentidão cognitiva e motora.

Desenvolver novas habilidades motoras nesta fase da vida aumenta o número de neurônios centrais e periféricos e o número de comunicação entre os neurônios. Para a pessoa madura e o idoso isso é benéfico, pois aumenta sua capacidade cognitiva e motora.

Quem tem medo ou vergonha deve escolher um professor sensível, que transmita segurança e leve em consideração as sensações e emoções que influenciam no processo de iniciação ao aprendizado nesta faixa etária. Isso permite que certas dificuldades possam ser facilmente vencidas, possibilitando ao mesmo uma melhor adaptação ao meio aquático, de forma a adquirir, assim, a confiança e o prazer de entrar em contato com a água.

Por Yasmin Barcellos

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Qual a melhor atividade física para você?


Não se pode ter uma boa qualidade de vida sem uma atividade física regular. Qualquer atividade é boa: andar, pedalar, nadar, frequentar academia, dançar. Mas como escolher a que melhor se encaixa no nosso perfil? É muito comum nos matricularmos numa academia cheias de disposição para abandonarmos a malhação um mês depois. Talvez tenhamos apenas escolhido o jeito errado de se mexer.

Atividade física tem que ser prazerosa e não uma fonte de desconforto ou estresse. Caso contrário, você não terá vontade de continuar. E só a continuidade trará resultados. Além de músculos mais definidos, que é o que a maioria almeja, a respiração melhora, se dorme melhor e até a alimentação se torna mais balanceada como consequência da prática da atividade escolhida.

Procure experimentar uma modalidade de esporte ou ginástica antes de se decidir. Muitas academias oferecem aulas inaugurais gratuitas como forma de conhecimento. Leia tudo o que puder sobre a atividade escolhida e procure conversar com pessoas que já a praticam. Isso lhe trará estimulo e segurança para se manter em atividade.

Por Yasmin Barcellos

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

EXIGÊNCIAS DA VIDA MODERNA



Dizem que todos os dias você deve comer uma maçã por causa do ferro.
E uma banana pelo potássio..
E também uma laranja pela vitamina C.
Uma xícara de chá verde sem açúcar para prevenir o diabetes.
Todos os dias deve-se tomar ao menos dois litros de água.

E uriná-los, o que consome o dobro do tempo.
Todos os dias deve-se tomar um Yakult pelos lactobacilos (que ninguém sabe
bem o que é, mas que aos bilhões, ajudam na digestão).
Cada dia uma Aspirina, previne infarto.
Uma taça de vinho tinto também.
Uma de vinho branco estabiliza o sistema nervoso.
Um copo de cerveja, para... não lembro bem para o que, mas faz bem.
O benefício adicional é que, se você tomar tudo isso ao mesmo tempo e tiver
um derrame, nem vai perceber.
Todos os dias deve-se comer fibra. Muita, muitíssima fibra. Fibra suficiente
para fazer um pulôver.
Você deve fazer entre quatro e seis refeições leves diariamente.
E nunca se esqueça de mastigar pelo menos cinquenta vezes cada garfada.
Só para comer, serão cerca de cinco horas do dia.
E não esqueça de escovar os dentes depois de comer.
Ou seja, você tem que escovar os dentes depois da maçã, da banana, da
laranja, das seis refeições e, enquanto tiver dentes, passar fio dental,
massagear a gengiva, escovar a língua e bochechar com Plax.
Melhor, inclusive, ampliar o banheiro e aproveitar para colocar um
equipamento de som, porque entre a água, a fibra e os dentes, você vai
passar ali várias horas por dia.
Há que se dormir oito horas por noite e trabalhar outras oito por dia, mais
as cinco comendo são vinte e uma.
Sobram três, desde que você não pegue trânsito.
As estatísticas comprovam que assistimos três horas de TV por dia.
Menos você, porque todos os dias você vai caminhar ao menos meia hora (por experiência própria, após quinze minutos dê meia volta e comece a voltar, ou a meia hora vira uma).
E você deve cuidar das amizades, porque são como uma planta: devem ser
regadas diariamente, o que me faz pensar em quem vai cuidar delas quando eu estiver viajando.
Deve-se estar bem informado também, lendo dois ou três jornais por dia para comparar as informações.
Ah! E o sexo.
Todos os dias, tomando o cuidado de não se cair na rotina. Há que ser
criativo, inovador para renovar a sedução. Isso leva tempo e nem estou
falando de sexo tântrico.
Também precisa sobrar tempo para varrer, passar, lavar roupa, pratos e
espero que você não tenha um bichinho de estimação.
Na minha conta, já são 29 horas por dia.
A única solução que me ocorre é fazer várias dessas coisas ao mesmo tempo!!!
Tomar banho frio com a boca aberta, assim você toma água e escova os dentes.
Chame os amigos e seus pais.
Beba o vinho, coma a maçã e dê a banana na boca da sua mulher.
Ainda bem que somos crescidinhos, senão ainda teria um Danoninho e, se
sobrarem 5 minutos, uma colherada de leite de magnésio.
Agora tenho que ir.
É o meio do dia, e depois da cerveja, do vinho e da maçã, tenho que ir ao
banheiro.
E já que vou, levo um jornal.
Tchau....
Se sobrar um tempinho aí, me manda um e-mail.

Autor: Luís Fernando Veríssimo

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Pipoca pode ser uma grande aliada nas dietas

O petisco tem mais antioxidantes que frutas e vegetais

Se você não consegue assistir um filme se não estiver degustando uma pipoquinha, relaxe e aproveite. Além de possuir baixo teor calórico, o petisco pode ter mais antioxidantes e polifenóis, substâncias que ajudam a combater doenças e o envelhecimento, que as frutas e os vegetais.

É o que assegura um grupo de cientistas da Universidade de Scranton, na Pensilvânia. Os pesquisadores realizaram um estudo que apontou que uma porção de pipoca possui até 300mg de antioxidantes a mais do que as frutas, que têm 160mg. Os condutores do estudo também descobriram que a casca crocante do aperitivo possui alta concentração de fibras, além dos antioxidantes.

Mas, atenção: Mesmo que você adore pipoca, não pode substituí-la pelas frutas e legumes. É que ela não possui as vitaminas e os nutrientes encontrados nesses alimentos. Pode tranquilamente substituir por qualquer petisco, já que a pipoca é o único lanche feito de grãos não processados, oferecendo mais de 70% do consumo diário de grãos integrais. O modo do preparo influencia os benefícios que ela pode trazer à saúde. Pipoca feita na panela é mais recomendada do que no microondas, já que esta possui duas vezes o número de calorias do que a primeira.

Por Yasmin Barcellos

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Baixa umidade do ar exige cuidados com a saúde; veja dicas





O período de inverno é conhecido por potencializar várias doenças típicas da época, como gripes e alergias. Porém, em 2011, outro fator vem preocupando as entidades de saúde: a falta de umidade. Nas primeiras semanas de agosto, Brasília chegou a registrar um nível de umidade comparável ao deserto do Saara, com 10% de umidade relativa do ar. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), um nível considerado aceitável deve estar acima dos 30%.
Em outras regiões, a baixa umidade também causa desconforto, mas algumas atitudes podem ajudar a diminuir os problemas causados pela falta de chuva. Segundo o Ministério da Saúde, a baixa umidade requer cuidados, principalmente com as pessoas que já têm ou tiveram sintomas de doenças do aparelho respiratório.
De acordo com a pneumologista Valéria Martins do Hospital São Luiz de São Paulo, os cuidados com a saúde começam sempre com uma boa hidratação e alimentação saudável. "Antes de qualquer coisa, é sempre importante a pessoa assumir uma alimentação saudável e se hidratar bastante. Além disso, quando estiver em casa, deixar o ambiente livre para a circulação de ar, bem limpo e sem a presença de objetos que acumulem poeira, como cortinas, carpetes e bichos de pelúcia", disse a médica.
Com a queda da umidade, existem duas preocupações principais para a saúde. Além do ar poluído, as vias aéreas ficam mais ressecadas, o que favorece a intensificação de problemas respiratórios. "Com toda esta poluição, fica mais difícil para a via respiratória se defender do ar com a qualidade ruim. Além disso, os cílios das narinas, que são responsáveis por filtrar o ar, passam a ter mais dificuldade para trabalhar", falou a pneumologista.
Tanto ressecamento pode causar até sangramentos no nariz, mas uma boa dica para quem tem problemas respiratórios como rinite e sinusite é a utilização de soro fisiológico para hidratar as narinas. Além disso, algumas atitudes em casa ajudam a diminuir os transtornos, como lembrou a médica. "Algumas dicas são simples e pode ajudar as pessoas, como o uso de cortinas leves e que possam ser lavadas mais facilmente, a utilização de panos úmidos para a limpeza, evitando as vassouras, e a colocação de bacias com água em ambientes da casa", disse.
Umidificadores
Atualmente está em alta o uso de umidificadores, que podem ajudar a melhorar a qualidade do ar dentro de casa. Existem vários tipos, mas o uso deles também deve ser controlado. "Esses umidificadores mais modernos jogam uma névoa bem fina, que dificilmente vai deixar todo o ambiente úmido. Recomendo que a pessoa utilize 3 a 4 horas antes de deitar e desligue-o. Se o ambiente tiver almofadas e cortinas, tanto vapor pode provocar o surgimento de fungos, o que não é saudável", alertou a médica do Hospital São Luiz.
Alimentação
De acordo com a nutricionista Ana Paula Souza, é fundamental o consumo de líquidos para evitar a desidratação durante os períodos de seca. "Eu sempre recomendo que as pessoas bebam bastante água, mesmo sem sentir sede, pois quando a boca está seca já significa que começou o processo de desidratação", disse.
Além disso, o consumo de alimentos saudáveis e ricos em líquidos ajuda quando o assunto é hidratação. "É importante consumir saladas e frutas da época como abacaxi, melão e melancia, que são ótimos hidratantes naturais", falou a médica, que ainda fez um alerta para outras bebidas que podem ser menos benéficas.
"Não oriento as pessoas a consumirem muito chá, refrigerantes ou café, pois estas bebidas são diuréticas e não são tão eficazes para combater a desidratação", avaliou.
Para substituir estas bebidas, é indicado o consumo de suco de frutas, principalmente os naturais.
Exercícios físicos
Nesta época do ano, a prática de atividades físicas sem controle pode ocasionar problemas graves de saúde, como forte desidratação. A pneumologista Valéria Martins recomenda a seus pacientes que as atividades físicas sejam realizadas em horários específicos. "A pessoa deve fazer os exercícios em horários que a umidade não esteja tão baixa, evitando o período entre meio-dia e seis da tarde", disse.
Já a nutricionista Ana Paula Souza recomenda o consumo de água antes da prática de qualquer exercício. "Sempre que for fazer atividade física, procurar tomar um ou dois copos de água, para já ficar bem hidratado. Durante e após a prática, o consumo de líquido também é recomendado", completou.

www.terra.com.br

terça-feira, 21 de agosto de 2012

AULA ABERTA DE ARCO E FLECHA COM BICAMPEÃO MUNDIAL

[]




Terminados os Jogos Olímpicos, muitos se animaram em praticar esportes, principalmente algumas modalidades mais... "diferentes".
Então... olha a oportunidade. Inscrições abertas para participar da aula de arco e flecha (tiro com arco), que será ministrada pelo bicampeão e recordista mundial (IFAA), Luís Panizo, no próximo dia 16 de setembro.
Uma ótima oportunidade de aprender brincando como atirar com este equipamento esportivo que mexe com o imaginário popular. E não é necessário ter equipamento próprio, pois teremos equipamentos à disposição dos interessados.

Este evento, principalmente voltado para iniciantes, terá início às 9 horas, mas também conta com a categoria Avançados, com início a partir das 11 horas.

Atenção, pois são só 30 vagas e quem fizer a inscrição primeiro garante a participação. No dia 14 de setembro, termina o prazo para fazer sua inscrição em nosso site, que também mostra o calendário completo do ano, mais informações e o regulamento. É só clicar no link para ter acesso às informações e fazer sua inscrição: www.netesportes.com/campeonato

.

Lembramos que esta oportunidade de aprendizado e diversão é para todos os interessados, homens e mulheres, meninos e meninas, entre 10 e 70 anos de idade. Haverá equipamentos à disposição.

Ao final da aula, teremos a disputa da 5ª etapa do Campeonato NETESPORTES 2012 de Tiro com Arco para Iniciantes e Avançados, somente tiro instintivo, ou seja, sem qualquer tipo de mira. Uma grande confraternização entre todos os participantes do único Campeonato de Iniciantes do país.

A Aula Aberta com o Bicampeão Mundial, Luís Panizo, será ministrada na Granja Viana (Cotia/SP), altura do km 21 da Rodovia Raposo Tavares, perto do Rodoanel. Com início às 9 horas. Avise seus amigos e familiares, pois será muito legal.

Para ficar por dentro das novidades, projetos e dicas, siga o campeão em http://twitter.com/panizoluis e http://www.facebook.com/luis.panizo

Luís Panizo
(11) 99246-9417

domingo, 5 de agosto de 2012

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Quando a atividade física se torna obrigatório



 

Atividade física: o médico me obrigou! Se você não está nesta situação (que bom!), pode conhecer alguém que está passando por isso (paciência!). A questão é: já que não adianta chorar sobre o leite derramado, o que podemos fazer então?

Só de pensar em mudança já queremos adiar a conversa, por isso, o melhor a fazer é tomar a decisão certa logo!  Decida que VOCÊ é prioridade em sua vida. Suas atitudes ontem fizeram você entrar nessa enrascada. Acredite: você rende muito mais estando com saúde, não será perda de tempo acrescentar alguns minutos de movimento à sua vida!

Depois que você estiver decidido a mudar, escolha um horário que melhor se adapte ao seu dia e encare uma atividade que acredite que irá gostar, afinal de contas, a permanência é que irá trazer bons resultados. Pra sair do sedentarismo mesmo é bom você ir acrescentando atividade física ao seu dia a dia: subir alguns lances de escadas, estacionar mais longe, fazer algumas pausas para uma caminhada e um alongamento ao longo do dia. Logo você estará apto a fazer uma caminhada diária por 30 minutos, e perceberá que seu corpo irá sempre pedir mais! Mais tempo, mais velocidade, mais diversidade (sempre digo o quanto a musculação é importante!) e irá sentir cada vez mais prazer pela atividade.

 Aliás, este é um ponto fundamental para seu sucesso: sentir prazer. Não basta fazer qualquer atividade, de qualquer forma. Quando você realiza uma atividade consciente, fazendo o melhor que você pode, prestando atenção em seus movimentos e controlando sua respiração você acaba tendo maiores benefícios e obtendo resultados melhores, mais rápidos e duradouros
.
E quais são os benefícios? Ah! Você logo irá sentir: mais disposição e resistência (fôlego) para realizar atividades do dia a dia; maior auto-estima; sua imunidade irá melhorar; seu médico poderá reduzir o uso de medicação, pois o exercício reduz os índices de glicose no sangue e diminui a resistência à insulina, também melhora o retorno venoso e diminui a resistência vascular periférica (diminuindo a hipertensão); retarda o envelhecimento e as conseqüências deste, entre outros benefícios que irá depender do tipo, da duração da freqüência e da intensidade do exercício que você fizer
.
 Por isso é importante a orientação de um profissional de Educação Física sempre!

Você sabe respirar? Entenda a importância da respiração em seu Treino


 


Sabemos que a respiração é de importância vital para nosso corpo, porém raramente nos preocupamos com ela quando estamos praticando um exercício físico, sabe-se que um corpo forte e bem treinado trará grande melhora na respiração durante o exercício e como consequência um melhor desempenho.

Primeiramente vamos entender como ocorrem a respiração, troca de gases e a ventilação do corpo humano em repouso. O sistema pulmonar é constituído por um grupo de passagens que filtram o ar e transportam para os pulmões, onde a troca gasosa ocorre no interior de pequenos sacos aéreos denominados alvéolos, é dentro dos alvéolos que o oxigênio é transformado em gás carbônico, isto ocorre para que o corpo possa utilizar em seus processos fisiológicos o oxigênio vindo da respiração, devolvendo o CO2 para a atmosfera.

Para inspirarmos o ar da atmosfera nós utilizamos principalmente um músculo localizado abaixo dos pulmões, conhecido como diafragma, quando contraído, ele força o conteúdo abdominal para baixo e para frente, isto para que ocorra uma expansão da região abdominal e como consequência uma diminuição da pressão intrapulmonar, ou seja, a pressão dentro dos pulmões fica menor do que a pressão atmosférica, facilitando a inspiração.

Para a expiração calma, normal, nós não fazemos nenhum tipo de esforço muscular, isso porque os tecidos dos pulmões e da parede torácica são como elásticos e tendem a voltar a posição de equilíbrio sempre, liberando o ar armazenado.

Mas é durante a prática de exercício físico que o corpo precisa otimizar a maior parte de seus processos, inclusive a respiração, e nesta hora a prática regular de musculação ou algum outro esporte que traga um fortalecimento de nossos tecidos irá ajudar muito em um melhor desempenho
.
Durante o exercício, os músculos que assessoram na inspiração são solicitados, incluindo os músculos intercostais externos, peitorais menores, os escalenos e os esternocleidomastóideos. Durante o exercício e/ou a hiperventilação voluntária (assopro) a expiração se torna ativa. Os músculos mais atuantes na expiração são osda parede abdominal. Quando contraídos, o diafragma é “empurrado” para cima e as costelas são “puxadas” para dentro. Como resultado temos um aumento na pressão intrapulmonar, causando a expiração voluntária.

Não existe uma regra clara quanto a forma como devemos respirar durante os exercícios, porém o que é recomendado é jamais manter apnéia (trancar a respiração), isto pode causar alterações na pressão arterial além de colaborar para outros sintomas de mal estar como tonturas e desmaios
.
Lembre-se de que para ter um bom desempenho em suas atividades você deve ter controle do máximo de variáveis possíveis, inclusive da respiração, no seu próximo treino preste atenção na forma como você respira, sinta e contraia toda a musculatura envolvida neste processo, as vezes a solução para alguns desconfortos durante a atividade física é mais simples do que parece, quando você começa a conhecer melhor o seu corpo você transforma os seus pontos fracos em pontos fortes.

domingo, 22 de julho de 2012

Má postura gera dor nas costas e problemas à saúde

Cuidados ao dormir ou sentar melhoram a qualidade de vida



A maioria das pessoas com má postura ou dor querem descobrir um exercício milagroso que irá curar os seus problemas. Claro, os exercícios ajudam e fazem parte do tratamento para cuidar da dor e da postura.
Mas na grande maioria das vezes, são as pequenas coisas em nossas vidas diárias que deveriam passar por alguns ajustes. Com isso, aqui está uma pequena lista de atividades para ficarem atentos.

No carro: perceba se você fica desleixado, pendendo mais para um lado do que para o outro, e talvez com uma mão mais alta sobre o volante que a outra, causando-lhe um ombro mais alto do que o outro.
Tente mudar de posição frequentemente, principalmente se você passa muito tempo no carro. A melhor posição será sempre as mãos no dez e dois (posiçao do relógio).

Mantendo suas costas retas e alinhadas contra o assento. Este deve estar reto permitindo que não seja necessário levar a cabeça à frente para conseguir enxergar.

No escritório: a postura na mesa é muito importante. Por ficar, na mesma posição por várias horas, isso pode ter grandes repercussões em sua saúde.
Levante-se muitas vezes e fique atento para qualquer posição que você se sinta confortável por muito tempo, essa não é a posição mais correta para você se manter.
Tente organizar sua mesa para ser mais amiga da sua coluna, colocando as pastas e materiais mais usados ao alcance das suas mãos.

"A melhor posição para dormir é de lado, com os dois joelhos dobrados, travesseiro entre os joelhos e a cabeça repousando sobre um travesseiro único". Dormindo: nossa postura na hora do sono é um dos aspectos mais negligenciados da nossa vida. Passa-se em média oito horas (ideal) por noite em uma ou várias posições que podem ter um grande impacto sobre a sua postura durante o dia.
Dormir com vários travesseiros empilhados ou um travesseiro muito alto, leva ao excesso de alongamento dos extensores do pescoço, possivelmente contribuindo para uma anteriorização da cabeça e uma possível lordose cervical e cifose torácica ("corcunda").

Apertar os lençóis da cama sobre os seus pés, deixando-os em uma planti-flexão, pode levar a limitação da mobilidade do tornozelo, afetando a mecânica do corpo inteiro, desde andar até sentar.

Dormir de barriga para baixo contribui para uma curva lordótica excessiva, que podem levar a forças de compressão exageradas para a sua coluna lombar.
A melhor posição para dormir é de lado, com os dois joelhos dobrados, travesseiro entre os joelhos e a cabeça repousando sobre um travesseiro único.

Ou se preferir de decúbito dorsal (de costas) com um travesseiro sob os joelhos, lençois não apertados, e, novamente, um único travesseiro para a cabeça.

Hérnia de disco
Fazer exercícios, fortalecer seu abdômen, relaxar e procurar a ajuda de um profissional é sempre muito importante. Mas, precisamos prestar mais atenção aos nossos corpos quando eles não estão em movimento.

"Não se impressione com a facilidade de certas pessoas para alongamento. Elas também sentem dores nas costas!"

São pequenas coisas como estas que se somam e contribuem para uma vida de dores constantes e irritantes. De vez em quando volte sua antenção para o seu interior e pergunte a si mesmo, se esteve naquela posição por muito tempo e se poderia fazer algo para tornar sua postura mais correta e preservar sua coluna.
Antes que você perceba, a dor que uma vez o impediu de fazer tarefas diárias normais terá desaparecido e se tornado uma coisa do passado.

O que um campeão tem de diferente???

"Aprenda com eles e transfira para a sua vida!"


Psicóloga lista sete habilidades fundamentais de um supercampeão.Psicólogo do esporte auxilia o atleta a se desenvolver no esporte e na vida.


Motivação e persistência são aspectos básicos par se tornar um atleta.R7Atletas podem ter personalidades diferentes, mas Simone Meyer Sanches, psicóloga do esporte, identifica características próprias de velocistas, fundistas, saltadores e lançadores, que ajudam no sucesso em suas respectivas modalidades.

Há sete anos trabalhando com atletismo na Orcampi (Organização Funilense de Atletismo), em Campinas, e há dois na BM&F/Bovespa, agora em São Caetano, Simone explica que, no esporte, o psicólogo ainda tem imagem relacionada a “problemas” e “é preciso quebrar esse paradigma”.

- A função do psicólogo é auxiliar o atleta a se desenvolver no esporte e como pessoa. Não é uma terapia, um trabalho individual, com hora marcada – já seria impossível, com 90 atletas. Mas também porque não haveria a necessária neutralidade. A gente convive em treinos, competições, ônibus, hotéis. O psicólogo do esporte ajuda o atleta a pensar, a encontrar caminhos, a se fortalecer para qualquer situação.



Raio-X de supercampeão

O atleta “ideal” tem habilidades psicológicas que já o ajudaram a chegar ao esporte de alto rendimento, e que vão além mesmo além de aspectos fundamentais como motivação e persistência. E essas habilidades ainda podem ser treinadas, explica Simone, que lista sete delas.

1 – Competitividade. É evidente, mas o atleta se mostra competitivo ainda nos treinos, antes de entrar em competições.

2 – Autoinstruções positivas. O atleta lida com pressões, interna e externas, que vão da dor ao medo, do sol à chuva, do arriscar limites a avaliações constantes.

3 – Resiliência. É a capacidade de lidar da melhor forma com adversidades. O atleta encontra o lado bom das situações, valoriza o que já conquistou. Diante de fatores de risco, encontra fatores de proteção. Não apenas obedece, mas pensa. E ainda passa essa capacidade para a vida pessoal.

4 – Autoconhecimento. Valoriza as própria qualidades e reconhece pontos fracos, para trabalhar em cima deles. Aproveita mesmo as informações que tem de si mesmo para traçar estratégia para suas provas.

5 - Concentração. Tem a ver com personalidade, mas também com o ambiente.

6 – Capacidade de lidar com o imprevisto. O atleta lida o tempo todo com o imprevisto – são atrasos nas provas, ou antecipações, que podem desestruturar tudo o que planejou ainda no aquecimento. Trabalhar em cima do inesperado, sem perder a motivação, é um diferencial “ótimo”.

7 – Comunicação. Além de ter informações, dele mesmo e dos rivais, o atleta precisa passar isso para o treinador – e este, saber ouvir e como adaptar treinos e intervalos de descanso, mesmo porque um atleta pode precisar parar dois dias enquanto outro precisa se sentir treinando, mesmo que seja em “descanso ativo”.



Denise Mirás

Conheça 11 causas comuns para a tontura

 
Tontura é a terceira principal queixa que os pacientes fazem nos consultórios. Saiba como identificar as origens do problema.

A terceira queixa mais comum em consultórios médicos do Brasil é a tontura. O sintoma só fica atrás de dor e febre. E, assim como os outros dois, a tontura pode ter uma série de razões ocultas — mais de 300 quadros clínicos podem levar a essa sensação. Portanto, é certo: quem ainda não teve, em algum momento da vida, terá sinais como falta de equilíbrio, sensação de possível queda ou de que a cabeça está girando.

Em geral, as causas estão relacionadas com o labirinto, uma estrutura localizada no ouvido interno que está relacionada à audição e equilíbrio. Quando ele é afetado por um dos fatores – que podem ser infecciosos, inflamatórios, neoplásicos (decorrentes de tumores), entre outros — a pessoa fica com a sensação de ter perdido o equilíbrio. O ideal é que um médico seja procurado assim que o sintoma aparecer. Segundo Fernando Ganança, otorrinolaringologista da Sociedade Brasileira de Otologia (SBO), mais de 90% das pessoas apresentam melhora parcial ou total depois de iniciar um tratamento.

Outra boa notícia é que raramente a tontura indica um problema neurológico mais sério, como um derrame, hemorragia cerebral ou esclerose múltipla.

Atenção

Casos em que a tontura ocorrer após uma forte pancada na cabeça, vier acompanhada de febre alta, perda súbita de audição, dor no peito e visão turva devem seguir imediatamente para o serviço de emergência hospitalar. Enfraquecimento das pernas ou braços, fala embaralhada, perda de consciência e mal-estar acompanhado de náusea e vômito, além da presença de desequilíbrio intenso também fazem parte dos sinais que indicam a necessidade de procurar imediatamente um hospital. Abaixo, 11 causas comuns para a tontura:

Anemia
Quando o corpo não possui ferro suficiente para produzir hemoglobina — proteína que transporta oxigênio no sangue — a pessoa pode ter tontura, entre outros sintomas, se não houver tratamento.

Gripe
Pode obstruir a cavidade nasal. Com o nariz congestionado, outras áreas são afetadas e podem trazer consequências diretas ao labirinto, causando a tontura.

Enxaqueca
As dores de cabeça podem vir acompanhadas de náuseas e sensibilidade à luz. Em alguns casos, a enxaqueca pode vir junto com tontura.

Síndrome metabólica
Problemas como diabetes ou colesterol alto também podem causar tonturas. No caso do colesterol, por exemplo, há um engrossamento do sangue que prejudica a oxigenação do labirinto — fazendo com que o sintoma ocorra.

Transtornos de ansiedade
Sintomas como respiração ofegante, taquicardia e tontura podem ser sintomas de uma crise de ansiedade.

Distúrbios hormonais
A menopausa ou distúrbios na tireoide comprometem o labirinto. Nesse caso, a tontura pode não ser permanente, mas recorrente.

Distúrbios neurológicos
Entre 10 e 15% das tonturas tem origem neurológica, como por exemplo tumores que envolvam o próprio labirinto ou os nervos que saem dele, além de doenças degenerativas.

Lesões
Uma pancada forte na cabeça pode afetar o labirinto. Um trauma acústico também - por exemplo, se uma pessoa ficar próxima de uma caixa acústica potente poderá ter tontura. Outro tipo de lesão é o barotrauma, que é ligado a pressão no interior do corpo. O problema pode ocorrer ao decolar no avião ou durante um mergulho na água.

Medicamentos
Alguns medicamentos têm a tontura como efeito colateral. Por isso, é importante questionar o médico sobre as reações adversas dos remédios.

Distúrbios na visão
Problemas visuais, como distúrbios de refração (como miopia, hipermetropia, astigmatismo), e alterações na pressão intraocular podem dar a falsa sensação de movimento, causando tontura.

Doenças cardiovasculares
Arritmias, hipertensão e alterações dos vasos que levam o sangue para o ouvido, como é o caso da aterosclerose, alteram o fluxo de sangue que vai até o labirinto.

Fontes: Alfredo Salim Helito, clínico-geral do Hospital Sírio-Libanês; Ítalo Medeiros, chefe laboratório do Otorrinolaringologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo; Fernando Ganança, otorrinolaringologista da Sociedade Brasileira de Otologia (SBO) e chefe da disciplina de Otoneurologia da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)Por Natalia Cuminale
 
Veja.com

Vídeos para matar a preguiça

Por: papodehomem.com.br
Sabe aquele corredor jamaicano que você mal consegue lembrar o nome?  Ele é um dos profissionais mais bem sucedidos do mundo. Assim como pouquíssimos outros profissionais, ele fez algo que todo mundo considerava impossível de ser feito, incluindo cientistas. Ele quebrou o que era tido como limite humano ao correr 100 metros em 9.69 segundos, diminuindo depois para 9.58. Assustador.
E se liga, amigo: você nunca será como ele. Sentiu o desafio?
Todos deveriam se inspirar em atletas. Esporte profissional é um dos mercados de trabalho mais difíceis que existem, se não o mais difícil. Por mais que, no Brasil, seja comum não dar muito valor para essa carreira, devemos entender o quanto é difícil chegar onde eles chegaram e tentar traçar um paralelo real e direto entre atletas e profissionais de sucesso. Imagine você ter um emprego em que apenas um entre milhões, vai se tornar referência e conseguir algum tipo de reconhecimento? E não digo reconhecimento do tipo: “parabéns você é bom nisso”, mas pagar as contas, comprar uma casa e cuidar dos filhos.
Se todos trabalhassem motivados como atletas de elite, se aplicassem a mesma dedicação no que fazem, seja lá qual atividade esteja engajado, tenho certeza que o resultado de vocês seria bem diferente.
Preparei esta série de vídeos para tentar incentivar, mostrar que a vida é uma grande competição. Que em menos de 100 anos todo mundo que você conhece já vai estar morto. Eu quero que vocês entendam que só temos essa vida, e o que vamos fazer nesse curto espaço de tempo é o que vai definir a nossa existência.
E se você acha que veio para esse mundo a passeio, pense duas vezes.
A lista abaixo faz parte dos meus favoritos. Vídeos que vejo praticamente todos os dias, que me envolvem no estado mental necessário para ser melhor, para buscar o “extra”, para não cair na mediocridade. Alguns têm legenda, outros dispensam qualquer texto. Os que são em inglês e não possuem legendas, fiz questão de traduzir o que é dito.

1. HBO – I still have a soul

Este vídeo tem um apelo forte. Não só porque ele esfrega em nossas caras que temos todo o luxo do mundo e ainda sim nos prendemos a desculpas para não fazer o que queremos, para não seguir nossos sonhos. No filme Amor sem escalas, o personagem interpretado por George Clooney esclarece o conceito: “Você sabe por que amamos os atletas? Porque eles seguem seus sonhos.”
Não existe nada tão motivador quanto ver alguém seguindo seus sonhos, buscando o que quer e alcançando isso. Toda vez que vejo esse vídeo e lembro que tenho as melhores condições do mundo, treino em ótimos lugares, mas mesmo assim às vezes sinto preguiça. Cara, eu me sinto um lixo.
Esse é o motivo de indicar este vídeo, para fazer você ter vergonha de sentir preguiça.
Quem quer faz, quem não quer arruma desculpa.

Link YouTube | “Eu ainda tenho uma alma”

2. Você contra o Segundo lugar

Disseram que é bom começar o discurso com uma piada, mas não vou te dar esperanças. Não estou aqui para contar piadas. Eu estou aqui para lutar, para lutar contra o segundo lugar. Eu tenho quase tanta paciência com o segundo lugar, quanto tenho por moscas na minha sopa.
Mas talvez você goste de moscas na sua sopa, talvez goste do segundo lugar, talvez você goste da conversa fiada “Você deu o seu melhor, mais sorte da próxima vez” que alimenta os corredores.
Deixe-me colocar isso de outra forma, se você acha que o segundo lugar não é tão ruim assim, por que não pergunta a Napoleão, como ele se sentiu, sendo o segundo a chegar a Waterloo? Não muito bem, não muito bem. E você pode dizer “Não importa ganhar ou perder, o importante é competir” bobagem, posso garantir que a pessoa que disse isso perdeu o jogo.  A moral da história vem em primeiro.
Ainda quer ouvir uma piada? Tenho uma pra você. Toc Toc, quem é? O cara que ficou em segundo lugar, Ficou em segundo, quem?… Exatamente.

Link YouTube | Ouça sempre as sábias palavras de um velho sábio

3. Você vs. Eles

Ganhe ou não este negócio, você tem que decidir como você sair andando daqui, quando tudo já estiver dito e feito. Porque o jogo continua, e só existe uma regra que você precisa saber: não existem segundas chances.
Existe apenas um momento e o próximo momento. Cada um desses momentos é um teste que você só pode pegar uma vez, APENAS uma vez. Então se você enxergar uma porta entre por ela. Se você tiver uma chance de chegar a vitória, tenha certeza de agarra-la.  Curta esse momento! Este momento é uma encruzilhada aonde tudo que você quer, vai se chocar com tudo que está a sua frente. Você tem a força te empurrando.
Medo e dúvida estão trovejando na sua frente como um trem na sua frente. E tudo que você tem… …A única diferença entre fazer história e ser história, a única coisa que você pode contar a qualquer momento é você.
É você contra “eles”, você contra “não”, você contra “não consegue”, você contra “no ano que vem”, ”Ano passado”, “Estatísticas”, “Desculpas”. É você contra “história”, você contra o “azar”. É você contra o “segundo lugar”. O tempo está passando, vamos ver o que você faz.

Link YouTube | No esporte, é você contra o mundo

4. Movie-DO

A Mensagem aqui é simples e objetiva. Ninguém está aqui a passeio. Se você tem vários sonhos e não corre atrás dele, talvez precise refletir um pouco sobre sua vida. Ninguém está aqui a passeio, e se você está cansado de esperar as coisas acontecerem sozinhas, talvez seja a hora de você dar uma ajudinha a sua sorte.
A Frase final do vídeo diz tudo: “Repita: Eu quero mudar, eu quero uma vida melhor: Então vá e faça alguma coisa. Você vai conseguir”.

Link YouTube | “A dor é temporária. A glória é eterna”

5. Sem desculpas

E não me venha com desculpas.  Eu diariamente escuto as mais variadas desculpas para não se fazer alguma coisa. Para não entregar um trabalho, para não ir treinar, para não assistir aula. Algumas desculpas são até “verdadeiras”, mas apenas explicam, não justificam.
Sempre que ouvi alguém reclamando de que algo era difícil em um treino, meu professor dizia: “Difícil é sustentar uma família com um salário mínimo, o resto é fácil”. Por mais que seja difícil de aceitar, que doa no ego, a verdade é uma só:
Quem quer faz, quem não quer arruma uma desculpa.

Link YouTube | E aí? vai querer mesmo discutir com um cara desse tamanho?

6. Quanto você quer o sucesso?

Este vídeo ficou por último, apesar de ter sido o primeiro a ser selecionado para esta lista. Ele deve ser visto com atenção. Sua mensagem é clara e apesar de estar associada a um vídeo esportivo, pode ser transposta para qualquer realidade. Ao ouvir (ler) as palavras ditas por Eric Thomas, tenho certeza que provavelmente vai se encaixar em todos os aspectos do seu cotidiano.

Link YouTube | Lembre-se de habilitar as legendas clicando em CC


Treina Taekwondo desde os 12 anos, Parkour desde 2004 e agora se aventura dentro do mundo do jiu-jitsu. Relata suas práticas e ideias numblog, escreve no selfsoilwork.blogspot.com e foi um dos autores doparkourbr.blogspot.com. Trabalha com consultoria de tecnologia da informação e mora em Brasília-DF .